8.3.06

Brasília - Dia Internacional da Mulher - Isis

Eduardo viajou para Brasília a trabalho...
Foi fazer um treinamento... ele está voltando hoje... Pense na saudade que tou... Mal vejo a hora de ir buscá-lo no aeroporto!!!

*************


Quero aproveitar e desejar a todas as mulheres um dia Internacional bem emocionante, cheio de homenagens, de palavras gostosas, de abraços amigos e tudo de bom...
Era bom que todos os dias os homens lembrassem de como somos importantes para eles... Assim, com toda certeza também lembraríamos todos os dias de como eles são importantes para nós!!!


************


Isis tá tendo uns sangramentos de vez em quando... Também... tá brincando com fogo... Ela não tá obedecendo as ordens médicas...
Ela só vai saber qual é a dor de perder uma criança ainda no ventre, infelizmente, se isso acontecer...
Minha mãe engravidou 7 vezes... perdeu 5... Ela sabe bem o que é isso... E eu cresci sentindo a dor dela, por isso posso dizer que tenho uma boa idéia de como uma mulher se sente por não ter conseguido gerar aquela criança... Durante a minha gestação, ela ficou de repouso absoluto toda a gestação... Logo minha mãe, quem é elétrica!!! Não sei como ela aguentou... Mas conseguiu... E eu nasci com 40 semanas, perfeita, com (relativamente) saúde... Mas ela sofreu... E muito... antes da minha chegada, com as perdas, e durante o meu crescimento no seu ventre, por ter suas atividades restringidas a ficar deitar boa parte do dia, fazendo absolutamente nada...


************


Mas ser mulher é isso...
É sofrer, chorar, sorrir... chorar sorrindo... sorrir chorando...
É ter o dom de sentir uma vida dentro de você... crescendo... E depois essa vida sendo cuidada por você... E depois, um pouco depois, essa vida sendo ingrata com você, lhe chamando de coroa... E muito depois, essa vida passando por tudo que você passou e lhe pedindo desculpas, às vezes sem precisar falar nada...
Ser mulher é sentir um monte de coisas ao mesmo tempo e saber exatamente o que fazer...E ao mesmo tempo ter dúvidas de coisas bobas, besteiras...
É não saber se uma roupa está adequada... É não querer sair de casa por estar se sentindo feia, ou gorda, ou magra, ou o cabelo não tá legal...
É ser um pouco fresca às vezes... e ser dura em outras...
Se derreter em quase todas... e se arrepender de ser fresca... e de ser dura...
E sorrir... e chorar... e chorrar sorrindo... e sorrir chorando...